top of page
  • Foto do escritorJudivan Gomes

Presidente da Aspep reivindica reajuste salarial, acima de 5 por cento, retroativo a janeiro

O presidente da Aspep, médico Humberto Jerônimo Leite (foto), não está satisfeito com o reajuste anunciado pelo governador João Azevêdo (PSB), para os servidores do Estado, na casa dos 5 por cento, e adiante que vai protocolar pedido de audiência, ao chefe do governo paraibano, visando à elevação desse percentual, com vigência retroativa a este mês de janeiro.

Independentemente da medição do índice inflacionário, para o líder classista, o governo estadual tem que entender que o poder aquisitivo do funcionalismo está gravemente defasado, com perdas que ultrapassam a barreira dos 20 por cento, por causa, pruncipalme, de desobediência à data-bade de 2023 (janeiro).

Para o presidente da Aspep, a descontinuidade do aumento linear, nos salários do funcionalismo estadual, causa, não apenas a perda do poder aquisitivo da categoria, mas também compromete a qualidade dos serviços prestados, pelo governo, à população.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page