top of page
  • Foto do escritorJudivan Gomes

Francisca Motta cobra instalação da Patrulha Maria da Penha no Sertão




A deputada estadual Francisca Motta voltou a usar a tribuna da Casa de Epitácio, na manhã desta terça-feira (04), para reivindicar ações do Governo do Estado, na área de Segurança Pública, no Sertão.


A parlamentar pediu a instalação da Patrulha Maria da Penha no interior, com foco no enfrentamento à violência contra mulher e na coibição do feminicídio.


Segundo o relatório da CPI do Feminicídio da Assembleia Legislativa da Paraíba, divulgado em novembro de 2022, a cidade de Patos concentra um dos maiores índices de violência doméstica. Mulheres da zona rural são as principais vítimas.


“Acompanhei com entusiasmo os investimentos anunciados pelo ministro Flávio Dino, ao lado do governador João Azevedo, na área de segurança pública. O que já permite ao governador a realização de um diagnóstico para interiorização da Patrulha Maria da Penha, no Sertão”, destacou a parlamentar.


Sobre a Patrulha Maria da Penha


A patrulha tem como objetivo oferecer acompanhamento preventivo periódico, e garantir maior proteção às mulheres em situação de violência doméstica e familiar que possuem medidas protetivas de urgência vigentes, baseadas na Lei nº 11.340/2006.


Criada em 2019 pelo governador João Azevêdo, a Patrulha Maria da Penha já atende a região do Litoral e da Borborema, realizando o atendimento por equipe multiprofissional, visitas periódicas e rotas de monitoramento por parte da Polícia Militar, dentro de um perímetro arbitrado pela Justiça.


A iniciativa conta com o trabalho conjunto da Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana em parceria com a Secretaria de Segurança e Defesa Social (Sesds), por meio da Polícia Militar, Polícia Civil, Coordenação das Delegacias Especializadas de Mulheres e o Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ-PB).


Assessoria com informações Secom-PB

256 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page