• Judivan Gomes

‘Acho que nenhuma mulher me amou’, diz famoso brasileiro sobre vida amorosa



Lima Duarte, de 91 anos, deu uma entrevista para o jornal Extra e falou sobre pandemia, carreira, família e vida amorosa. Na sabatina, o ator falou da sua relação com os netos. “Meus netos fazem tudo, eu só falo. Conto porque tem coisas que vi ou vivi, que podem ser interessantes para a moçada. Só que não tenho a menor ideia de como funciona essa web. Vejo graça em algumas coisas, mas a verdade é que tenho um imenso pavor do virtual”.

Passando o isolamento social em seu sítio em Indaiatuba, no interior de São Paulo, Duarte contou como está sendo esse momento. “Estou preso nesse paraíso há um ano e não saio para nada. Ouço música e leio o dia todo. Também vejo novelas antigas”, disse. Ele ainda relembrou o fato da novela ‘Roque Santeiro’ ter sido cancelada pela censura. “Em 1975, a primeira versão de ‘Roque Santeiro’ foi proibida no dia que iria ao ar, devido ao AI-5 (um duro decreto da ditadura militar). No dia seguinte, tivemos uma reunião na Globo, e Boni, o diretor, disse: ‘Estão todos demitidos… A não ser que me preparem uma novela em 15 dias’. Eu não podia ficar desempregado, tinha a escola das meninas para pagar. Todo mundo topou. Janete Clair, que era casada com Dias Gomes, entregou a sinopse de ‘Pecado capital’. E adaptamos. Mas Dias, que estava louco da vida com a sua novela cancelada, me fez um pedido: ‘Coloque no seu novo personagem um pouco de Sinhozinho Malta’. Atendi o pedido. Na primeira cena como Salviano Lisboa, ele aparece na fábrica com os funcionários cantando o hino, uma coisa meio fascista. E isso passou pela censura”. Quando o assunto é vida amorosa, o veterano falou do envolvimento com Maitê Proença e disse que nunca foi amado de verdade por uma mulher. “Nós brincamos, nos divertimos, mas nunca mais a vi. A vida nos levou para outros cantos, mas torço sempre para ela ser feliz. Sempre falava para as meninas terem cuidado comigo porque sou de Áries com ascendente em Escorpião, mas não entendo de Astrologia (risos). Acho que nunca nenhuma mulher me amou. Eu não me amo. Amo meus personagens”, finalizou.


Com IstoE Gente

386 visualizações0 comentário

E-mail: judivangomes@gmail.com

              contatosopb@gmail.com

Telefones: (83) 3237-8435 - (83) 9 9862-9418

© 2020 - SóPB - Todos os direitos reservados