top of page
  • Foto do escritorJudivan Gomes

Vereador quer a criação da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência em JP




O vereador de João Pessoa Tarcísio Jardim (Patriotas) participou nesta sexta-feira (17) do primeiro Workshop de ParaJiujitsu realizado, na Fundação Casa de José Américo. O objetivo do encontro foi dialogar universo adaptado do Jiujitsu Paradesportivo e a ampla discussão sobre a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência), destinada a assegurar e a promover, em condições de igualdade, o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoa com deficiência, visando à sua inclusão social e cidadania.


“Quero agradecer demais aos envolvido pelo convite de participar do primeiro Workshop de ParaJiujitsu, em João Pessoa, e ainda mais, quando se trata de um projeto de inclusão através do ParaJiu-Jitsu! Sabemos das dificuldades e os obstáculos que os nossos atletas passam no esporte mais inclusivo do mundo. Recebemos diversos pleitos para apresentar na Câmara Municipal inclusive a criação da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência”, frisou Jardim.


O Parlamentar escutou a importância da criação da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência. A Frente tem como objetivo promover a discussão, estudos e ações na cidade de João Pessoa acerca do tema e, além da participação dos parlamentares, como membros efetivos, também será permitida a participação, na condição de membros colaboradores, de representantes de entidades, públicas ou privadas, envolvidas na defesa dos direitos da pessoa com deficiência.


“A criação de uma Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Pessoa com deficiência no em João Pessoa poderá trazer a união entre os poderes municipais, a sociedade civil por meio de entidades do terceiro setor, bem como em âmbito estadual e federal, criando um espaço amplo de pessoas engajadas nesta causa, visando sempre à melhoria na qualidade de vida da pessoa com deficiência e discutir ainda mais a LEI Nº 13.146”, argumentou Jardim.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page