top of page
  • Foto do escritorJudivan Gomes

Um dos autores da nova Lei Seca, Ruy cobra mais fiscalização no Carnaval




“A preservação da vida e a prevenção de acidentes precisam ser tratadas como prioridade pela população e principalmente pelas autoridades de trânsito”. A afirmação do deputado federal Ruy Carneiro, coautor da Lei Seca, chama atenção para os cuidados e responsabilidades que precisam ser assumidas no combate à violência no trânsito, principalmente durante período carnavalesco.


De acordo com o parlamentar, as medidas educativas devem ser intensificadas pelas autoridades municipais, estaduais e federais, junto com a ampliação das blitzes. Porém, a efetividade das iniciativas depende amplamente da conscientização da sociedade.


“Ao tornar a legislação mais rigorosa lá em 2011, nós conseguimos fortalecer o principal objetivo de quem atua na construção de um trânsito mais seguro, que é salvar vidas. Ao longo desse período, os indicadores já comprovaram a redução no número de mortes e acidentes.”, defendeu Ruy.


Porém, o deputado lamentou a diminuição das ações que inibem a conduta de motorista que insistem em associar bebida alcoólica e direção em diversas regiões da Paraíba


“Quem anda pelo estado consegue perceber claramente que os órgãos de trânsito da Paraíba já não atuam com a mesma frequência na realização de blitzes e fiscalizações. Isso abre brecha para condutores que costumam cometer irregularidades. É preciso construir uma cultura de respeito à legislação. Para isso, é necessário manter ações educativas, intensificar o controle e ampliar a mobilização da sociedade para reduzir a associação entre bebida alcoólica e direção, especialmente em épocas festivas como o carnaval.”, finalizou.


De acordo com dados do Governo do Estado, em 2013, primeiro ano da nova lei seca, foram abordados 24.478 veículos e aplicados 23.811 testes de alcoolemia. Já em 2022, foram realizados apenas 8 mil testes de etilômetro, resultando em 2 mil remoções de veículos e quase 2.500 notificações por infrações.

216 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page