• Judivan Gomes

STF decide como será depoimento de Bolsonaro sobre caso de interferência na PF


Em abril do ano passado, Moro diz ter sido pressionado por Bolsonaro a interferir na PF

Nesta quarta-feira (24), está presente na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF), o julgamento sobre o depoimento do presidente Jair Bolsonaro na investigação que apura as denúncias do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, sobre a possível interferência de Bolsonaro na Polícia Federal . Item será o último a ser debatido, o que pode causar o seu adiamento. As informações foram apuradas pelo O Globo.

O presidente tem a opção de não prestar depoimento, porém, com as decisões dos ministros Celso de Mello e Alexandre de Moraes, foi acordado que caso a declaração ocorra, ela tem que acontecer de forma presencial. Em novembro do ano passado, Bolsonaro declarou ao STF que abriria mão de seu depoimento se ele não ocorresse de maneira escrita. O ministro Moraes ficou responsável pelo caso com a aposentadoria de Mello.

Nesta quarta-feira (24), está presente na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF), o julgamento sobre o depoimento do presidente Jair Bolsonaro na investigação que apura as denúncias do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, sobre a possível interferência de Bolsonaro na Polícia Federal . Item será o último a ser debatido, o que pode causar o seu adiamento. As informações foram apuradas pelo O Globo.

O presidente tem a opção de não prestar depoimento, porém, com as decisões dos ministros Celso de Mello e Alexandre de Moraes, foi acordado que caso a declaração ocorra, ela tem que acontecer de forma presencial. Em novembro do ano passado, Bolsonaro declarou ao STF que abriria mão de seu depoimento se ele não ocorresse de maneira escrita. O ministro Moraes ficou responsável pelo caso com a aposentadoria de Mello.


IG

16 visualizações0 comentário

E-mail: judivangomes@gmail.com

              contatosopb@gmail.com

Telefones: (83) 3237-8435 - (83) 9 9862-9418

© 2020 - SóPB - Todos os direitos reservados