top of page
  • Foto do escritorJudivan Gomes

“Saio com consciência e coração tranquilos”, diz secretária da Covid

Nove dias após assumir cargo, médica Luana Araújo pediu demissão. Ministério da Saúde não informou motivo da saída

A infectologista Luana Araújo afirmou em nota que deixa o posto de secretaria extraordinária de Enfrentamento à Covid-19. “Com a consciência e o coração tranquilos”, eescreveu. A médica pediu demissão da estrutura recém-criada no Ministério da Saúde nessa sexta-feira (21/5) e a informação foi confirmada neste sábado (22). Ela ficou apenas nove dias no cargo.


Luana soltou nota oficial se posicionando sobre a saída da pasta. “Neste curto período de atuação, ainda que sem nomeação oficial, pude desenvolver trabalhos em várias frentes, incluindo o plano de testagem agora apresentado pelo Ministro da Saúde”, afirmou a médica.


A nota da médica evidencia o compromisso com a ciência. Após assumir o posto estratégico de combate à pandemia, ela passou a receber cobranças da militância bolsonarista por críticas a remédios sem eficácia comprovada contra a doença, mas defendidos pelo presidente.


“Em meu discurso de apresentação, fiz questão de evidenciar minha postura técnica, baseada em evidências, pautada pelo juramento médico que fiz e que norteia todas as minhas atitudes”, escreveu a infectologista. Ela não revela os motivos que a levaram a sair do cargo.

O que diz o Ministério

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse no inicio da noite deste sábado (22/5) que ainda não tem um nome definido para comandar a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19.

“A doutora Luana Araújo é muito qualificada e havíamos convidado ela para o cargo, mas não houve nem a nomeação e procuramos agora uma pessoa com perfil semelhante à doutora Luana. Quando houver esse nome, vamos comunicar”, afirmou ele, sem falar dos motivos para a não efetivação da contratação, mas negando pressões políticas.

Metrópoles


261 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page