• Judivan Gomes

Prefeita estranha decisão de 1º grau e lembra que parecer do MPE é pela aprovação das suas contas




NOTA PÚBLICA

Recebi com bastante surpresa e inconformismo a decisão da justiça eleitoral de primeiro grau, que, em divergência com o parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE), desaprovou as nossas contas de campanha das eleições de 2020, apontado supostas impropriedades, todas elas inexistentes ou incapazes de levar à reprovação das contas, por serem qualitativa e quantitativamente absolutamente irrelevantes.

Tenho absoluta confiança de que o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, ao reapreciar o caso, em grau de recurso, fará prevalecer a Justiça, aprovando nossas contas da campanha eleitoral, já que todos os nossos gastos se deram de acordo com a legislação eleitoral e dentro dos limites previstos em lei.

Quero reiterar meu compromisso com a democracia, com a soberania popular, com a realização de eleições livres e legítimas e com a lisura do sufrágio popular manifestado nas urnas. Será assim durante todo o meu mandato de Prefeita de Conde e durante toda a minha vida pública.

KARLA PIMENTEL


32 visualizações0 comentário