top of page
  • Foto do escritorJudivan Gomes

Preço de combustível está “no limite”, diz ministro de Minas e Energia

Segundo Alexandre Silveira, possíveis reajustes podem ocorrer caso haja uma oscilação para cima na cotação internacional do petróleo



O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, afirmou nesta sexta-feira (4/8) que os preços dos combustíveis estão “no limite”, o que pode fazer com que sejam reajustados pela Petrobras.


As declarações de Silveira foram dadas em entrevista à GloboNews. De acordo com o ministro, os possíveis reajustes podem ocorrer caso haja uma oscilação para cima na cotação internacional do petróleo.

“Eles (da Petrobras) disseram, de forma explícita, que estavam no limite do preço marginal e que, se houvesse alguma oscilação para cima a partir de agora, fariam o repasse ao preço dos combustíveis e seus derivados”, afirmou Silveira.

Ainda segundo o ministro de Minas e Energia, caso os preços internacionais subam, haverá necessidade de serem feitos investimentos na Petrobras.

“É claro que, se houver oscilação para cima, a Petrobras terá responsabilidade com esses investidores, com a empresa, com a necessidade dos seus reinvestimentos para modernizar a empresa, e os repasses serão feitos. Por isso, quero tranquilizar os investidores”, disse.

Queda no lucro e nos dividendos

Na noite de quinta-feira (3/8), a Petrobras anunciou que reportou um lucro líquido de R$ 28,78 bilhões no segundo trimestre, o que representa uma queda de 47%, na comparação com o mesmo período de 2022.

Além da redução no lucro, a Petrobras viu diminuir também o valor dos dividendos distribuídos aos acionistas. O valor total a ser pago é de cerca de R$ 15 bilhões, o que representa uma redução de 39% em relação ao primeiro trimestre (R$ 24,7 bilhões) e de 83%, na comparação com o mesmo período do ano passado (R$ 87,8 bilhões).



Metrópoles

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page