top of page
  • Foto do escritorJudivan Gomes

Jogos eletrônicos abrem novas alternativas para mercado de TI

No ano de 2019, a indústria de e-Sports teve um faturamento de US$ 957,5 milhões





Segundo o coordenador do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau João Pessoa, Felipe Tomé, o mercado de tecnologia, mais precisamente o de jogos eletrônicos, está crescendo bastante mundialmente e tornou-se mais uma opção de atuação de mercado para o setor de TI. No ano de 2019, a indústria de e-Sports teve um faturamento de US$ 957,5 milhões. Dois anos depois, em 2021, ultrapassou a marca de 1 bilhão de dólares. A expectativa é que, em 2024, o mundo de e-Sports chegue à marca de US$ 1,6 bilhões arrecadados, evidenciando o fortalecimento da área.


“Anteriormente, jogos on-line eram vistos somente como hobbies, meros passatempos para jovens nerds estarem na internet por horas à fio. Este cenário ainda está muito presente no imaginário das pessoas. Entretanto, não podemos deixar de notar o crescimento que o mercado de tecnologia na área de desenvolvimento de games está tendo. Grandes empresas como a Blizzard, Riot Games, Epic Games são as responsáveis pela criação de universos como o de World of Warcraft, Overwatch, Fortnite, Fall Guys, entre outros títulos, que são os jogos populares entre o público atual, e tem profissionais de TI para criar e/ou atualizar os jogos”, disse o coordenador.


É notória a expansão do setor tecnológico atualmente, não somente em áreas mais tradicionais, mas, também, em novos cenários. O curso de Game Design, por exemplo, é voltado, especificamente, para a criação de games. Ou seja, existe mercado, demanda e, além disso, a preparação de profissionais que pretendem trabalhar neste segmento. “O Brasil é o 1° país da América Latina em consumo vídeo games e o 13° no quesito global. São números significativos e expressam o crescimento nacional. Pessoas que trabalham com TI são muito bem remuneradas e não é diferente para quem atuará com a elaboração de jogos on-line", afirma Felipe Tomé.

422 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page