• Judivan Gomes

Governador considera encaminhamento da FENAMP e SINDSEMP para escolha do procurador-geral de Justiça

O governador João Azevêdo considerou encaminhamento da Federação Nacional dos Servidores do Ministério Público (FENAMP) e do Sindicato dos Servidores do Ministério Público da Paraíba (SINDSEMP) como critério de escolha para o cargo de Procurador Geral de Justiça.




Os servidores do Ministério Público do Estado da Paraíba, representados dela FENAMP e o SINDSEMP, entregaram ao governador o encaminhamento da Categoria, contendo o resultado das eleições paralelas realizada junto aos servidores do MPPB, que escolheu, da mesma forma que os Membros, o Promotor de Justiça Antonio Hortencio Rocha Neto, como o novo Procurador-Geral de Justiça.



“Os servidores do Ministério Público estão mobilizados na defesa da ampliação dos espaços democráticos na Instituição e defendem o direito a voto para servidor e a possibilidade do servidor do Ministério Público ter assento no CNMP”, comentou Aloysio Carneiro Junior, coordenador executivo da FENAMP e presidente eleito do SINDSEMP-PB.



Aloysio acrescenta que a categoria recebe a “consideração do governador João Azevedo como um gesto de valorização e reconhecimento aos Servidores que se dedicam para construir uma Instituição mais atuante e próxima dos anseios sociais”. “Em nome de todos os Servidores do Ministério Público parabenizamos o novo procurador-geral de Justiça Antonio Hortencio e desejamos sucesso em sua nova missão”, afirmou.



Audiência



Aloysio Carneiro lembrou que na segunda-feira, 02 de agosto, foi recebido pelo governador João Azevêdo e que passou a suas mãos o resultado da eleição paralela realizada entre os servidores. Na oportunidade, também requereu do governador que fosse considerada a vontade da Categoria.



“A decisão do chefe do executivo estadual atendeu a escolha do candidato mais votado e aos pedidos da FENAMP e SINDSEMP, em defesa do postulante que recebeu mais votos no pleito ocorrido no dia 29 de julho”, ratificou.

628 visualizações0 comentário