top of page
  • Foto do escritorJudivan Gomes

Fernandinha defende projeto que incentive mulheres a abrirem seus negócios




Ciente da necessidade de impulsionar a movimentação feminina na sociedade, a candidata a deputada federal, Fernandinha Albuquerque, defende projeto para incentivo a mulheres em situação de vulnerabilidade que queiram abrir seu negócio.

Para Fernandinha, a falta de emprego, a dificuldade de ter que cuidar sozinha dos filhos diante da necessidade de ter que trabalhar, requer cuidado e atenção.

De acordo com Fernandinha, “todos sabem que as mulheres são parcela importante da sociedade, e isso não pode se reduzir apenas a números”. “Precisamos desenvolver políticas de inclusão e incentivar as mulheres a participarem ativamente do mercado de trabalho, criando linhas de crédito específicas e diminuindo a burocracia”, destacou Fernandinha.

Segundo o Ipea, 43% das mulheres que são chefes de domicílio hoje no Brasil vivem em casal – sendo que 30% têm filhos e 13% não.

Já o restante das 34,4 milhões das responsáveis pelo lar se dividem entre mulheres solteiras com filho (32%), mulheres que vivem sozinhas (18%) e mulheres que dividem a casa com amigos ou parentes (7%).

Especialistas apontam que o número de mulheres chefes de domicílio vai continuar crescendo no Brasil.

“É meu compromisso, se eleita, apresentar um projeto de lei voltado para a inclusão das mulheres no mercado de trabalho, para que com seus próprios méritos, possam alcançar os seus sonhos” destacou Fernandinha.

140 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page