• Judivan Gomes

Em solenidade bastante prestigiada, OAB-PB empossa nova diretoria para o triênio 2022/2024

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), realizou, na noite dessa terça-feira (10), a posse festiva da nova Diretoria da Instituição, que comanda a Instituição no triênio 2022/2024. A solenidade aconteceu no Centro Cultural Ariano Suassuna, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em João Pessoa, e foi bastante prestigiada.

Além do presidente Harrison Targino, foram empossados na Diretoria da OAB-PB: Rafaella Brandão (Vice-presidente), Rodrigo Farias (Secretário Geral), Larissa Bonates (Secretária Geral Adjunta) e Leilane Soares (Tesoureira). Na solenidade também foram empossados as conselheiras e conselheiros federais e seccionais, além dos integrantes da Caixa de Assistência dos Advogados da Paraíba (CAA-PB). O evento foi comandado pelo presidente da OAB Nacional, Beto Simonetti, e pelo presidente da OAB-PB, Harrison Targino. A posse administrativa da atual gestão aconteceu no final do último mês de dezembro.

Ao discursar, Simonetti destacou a importância do processo de interiorização da advocacia. “Conferir mais dignidade e mais respeito aos profissionais que militam no interior é a nossa maior tarefa”, disse Simonetti. “São as nossas subseções que enraízam a nossa instituição em cada canto deste imenso país. Tenho percorrido o Brasil desde que assumi a Presidência da OAB. Em todos os lugares, ouço as necessidades urgentes do advogado que atua na ponta do sistema. A seccional da Paraíba é pioneira e exemplo a ser seguido por todos nós no que se refere à interiorização da nossa entidade. Tenho uma dívida muito grande com a advocacia da paraibana. Pela minha indicação no Conselho Federal. A Paraíba”, acrescentou.

Ao falar dos empossados, Simonetti prestou homenagem ao histórico de militância de Harrison Targino na Ordem. “Harrison tem um currículo invejável. A advocacia paraibana está em boas mãos. A advogada e o advogado paraibano reconheceram a solidez da campanha de um cidadão exemplar, dono de um currículo respeitado no círculo jurídico. Sua trajetória é inspiração para todos nós”, afirmou o presidente da OAB Nacional.

Beto Simonetti finalizou afirmando que o Conselho Federal vem lutando incessantemente na defesa das prerrogativas, citando como exemplo a lei de abuso de autoridades e a fixação de honorários de sucumbência. Ele também garantiu apoio do Conselho Federal da OAB a luta pela redução da custas processuais na Paraíba.

Em seu discurso, Targino enfatizou a construção coletiva que determinou sua escolha para presidência da OAB-PB. “Me sinto como um pequeno grão participe de um projeto coletivo e garanto que vou honrar a confiança em mim depositada. Aqui estou para reiterar compromissos e reafirmar a nossa missão. Aqui, não fala um presidente de Ordem, fala um colega conselheiro deste grupo de guerreiras e guerreiros que representam as mais diferentes regiões, as mais distintas áreas de atuação e visões de mundo que se agregaram em um movimento em favor da advocacia. Portanto, não falo em meu nome, mas em nome de um movimento que tem como propósito servir a advocacia e a toda sociedade paraibana”, declarou.

O presidente destacou os pontos focais de sua gestão. “Representaremos a todos e a todas, indistintamente, com a missão de poder lutar pela valorização da advocacia, pela defesa das prerrogativas e também pelos valores sociais que justificam o prestígio da OAB. Vamos nesse triênio buscar zelar pela defesa das prerrogativas da advocacia, pois não existe defesa da democracia, sem respeito as prerrogativas da advocacia. Para garantir a defesa da sociedade, é preciso garantir os direitos e a defesa das prerrogativas”, ratificou.

Harrison também destacou a importância do ex-presidente da OAB-PB, Paulo Maia, pela vitória do seu grupo nas eleições passadas. “Chegamos aqui com o apoio de um coletivo, com o propósito de dar continuidade ao modelo de gestão de Paulo Maia, que se tornou exitoso por garantir exatamente a horizontalização da advocacia, abrindo as portas da Ordem para todos os advogados da Paraíba, independente de sobrenome e banca de escritório”, afirmou.

Harrison disse ainda que na sua gestão a OAB-PB não se esquecerá de suas atribuições institucionais. “A advocacia sabe bem que o efetivo do direito só existe com democracia. A OAB estará ao lado do processo democrático, da justiça eleitoral no pleito deste ano. A ordem está vigilante, na luta pela democracia constitucional, que agrega a necessidade de construir uma nação melhor, com menos desigualdade social e inclusão”, observou.

Por fim, Harrison agradeceu a Deus pela vitória na OAB-PB, a sua família pelo apoio e participação em todos os momentos de sua vida, e ao presidente Beto Simonetti pela presença na solenidade. “Beto pensa absolutamente em sintonia como eu, como deve agir um presidente nada OAB nacional. Me sinto muito feliz de ser presidente da Seccional, com você sendo presidente do Conselho Federal”, concluiu.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo