• Judivan Gomes

Campanha para doação de cabelos a pacientes oncológicos agora é lei na Paraíba




“O cabelo resgata a autoestima e contribui para o sucesso do tratamento”, a frase foi da gerente administrativa da Rede Feminina de Combate ao Câncer da Paraíba, Carla Bezerra, ao comentar sobre a Lei 12.304/2022, de autoria do deputado estadual Wilson Filho, que torna obrigatória a realização de campanha de conscientização e incentivo à doação de cabelos Corte Solidário, destinados a pessoas com alopecia induzida por quimioterapia.


A lei foi publicada na edição do Diário Oficial da Paraíba desta quarta-feira (25), após ser sancionada pelo governador João Azevêdo. O texto especifica que os cabelos arrecadados deverão ter no mínimo 30 centímetros de comprimento e deverão ser destinados somente à confecção gratuita de perucas para pessoas com alopecia, oriunda do tratamento por quimioterapia.


“A disponibilização de peruca aos pacientes com alopecia, induzida por quimioterapia, promove a melhora do estado emocional geral desses cidadãos, resultando em bem-estar, e melhoria na sua qualidade de vida e autoestima, haja vista que, nem todos os pacientes em tratamento têm condições de adquirir, com recursos próprios, uma peruca”, observou o deputado estadual Wilson Filho, autor da Lei.


A gerente administrativa da Rede Feminina de Combate ao Câncer, Carla Bezerra, acrescentou que a instituição já realiza um trabalho da doação de perucas e encontra dificuldades para conseguir os cabelos. “Nós realizamos a coleta dos cabelos no Hospital Napoleão Laureano e no São Vicente de Paulo, onde temos urnas para a coleta do material. Porém, a quantidade de doações ainda é pequena. Mensalmente, são doadas uma média de 12 perucas e esta Lei deverá incentivar e ampliar essas doações”, afirmou Carla.


Mobilização


Conforme a Lei, a campanha intitulada “Corte Solidário” deverá ser realizada todo dia 27 de novembro de cada ano, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Câncer. O poder público deverá realizar ações de mobilização com entidades assistenciais e com o auxílio da sociedade civil.


O texto ainda estabelece a realização de mutirões e disponibilização de postos de coleta das mechas dos cabelos, além da realização de campanhas publicitárias nos veículos de comunicação.


Onde doar cabelo?


Rede Feminina de Combate ao Câncer


Rua 12 de outubro, 858, Jaguaribe, João Pessoa.

Telefone: (83) 3241-5373





6 visualizações0 comentário